Voltando a ser leitora

url

Cresci ouvindo dizer que não há nada de mais precioso do que o ato de aprender! Sou filha de uma pedagoga e de um médico, ambos não tiveram a oportunidade de estudar desde pequenos, enfrentaram a faculdade já depois dos 30 anos, por isso mesmo eles sempre incentivaram (e ainda incentivam muito) meus estudos, além disso me ensinaram o prazer da leitura.

Lembro que desde muito cedo eu tive contato com os livros, quando comecei a alfabetização na escola já sabia ler algumas besteiras. Lembro de que, naquela época, eu tinha uma vontade incrível de estar sempre lendo. Li vários daqueles livros paradidáticos da escola, inclusive os que eram passados para o meu irmão (um ano mais velho, logo uma série a frente de mim), enquanto ele odiava aquilo, eu aproveitava algumas boas histórias.

Mesmo tendo sido tantos livros, lembro-me em especial de dois, um sequência do outro. Eram Poliana e Poliana Moça. Estas obras encantam pela forma singela de abordar assuntos sérios, mas, acima de tudo, incentiva a positividade mesmo nos piores momentos da vida.

Nunca fui muito fã dos clássicos, como “A Escrava Isaura” (apesar de ter assistido a novela, na versão da Record, em quase todas suas reprises), não via futuro em tem um capítulo inteiro, de umas 10 páginas (se não me engano) apenas descrevendo a sala de estar da casa grande. Por outro lado outros temas foram me chamando atenção, em especial livros destinados à adolescentes. Detalhe para o fato de que hoje vejo a necessidade de conhecer tais clássicos.

Entre os livros que li estão todos da saga Crepúsculo, mas nenhum do Harry Potter (potter head’s de plantão, não me odeiem nem me abandonem ainda, please). Pasmem, meu pai leu a saga junto comigo e também gostou!!! Outros livros mais sérios passaram por mim, como é o caso de “A Farsa”, de Christopher Reich, mas percebi que meu tema preferido era história, brasileira e mundial, um gosto de também compartilho com meu pai.

Dos livros que envolvem história estão aqueles que o título é só o ano do autor Laurentino Gomes, “1808”, “1822” e “1889”, e os Guias Politicamente Incorretos que tem como organizador e, por vezes, escritor, Leandro Narloch. Se este for um tema que interessa a vocês e querem saber por onde começar, visitem o canal “Xadrez Verbal” lá no youtube, tem vários vídeos que indicam estes tipos de livros, além de vários outros conteúdos interessantes.

Na época da faculdade eu me foquei muito em ler livros para a graduação, por isso me afastei um pouco de literatura pra “lazer”, embora tenha lido alguns. Quando eu estava no oitavo (ou era sétimo) período, se não me engano, passei por uma matéria que abordava muito a ética, citando muito os grandes pensadores clássicos, aqueles gregos que, por vezes, a gente confundo os nomes sabe, acabei comprando “Ética a Nicômaco”, de Aristóteles, na versão de livro de bolso.

Comprei este livro na Feira do Livro daqui de Mossoró, que ocorre todos os meses de agosto. Por lá há sempre um cantinho para a editora “Martin Claret”, que é famosa por seus livros de bolso, tanto editados por ela mesma quanto aqueles que só distribuem. Na ocasião comprei também um de Rui Barbosa, esta obra une dois trabalhos do autor, “O Dever do Advogado” e “Posse de Direitos Pessoais”.

Fui tomando gosto pela leitura de alguns clássicos, voltei a ler “O Príncipe”, de Maquiavel que havia comprado no primeiro período e nunca havia lido inteiro (é uma exigência para todo estudante de direito), dessa vez li em dois dias. Depois disso fui conhecendo outras obras, em especial dois livros de Shakespeare, “A Comédia dos Erros” e “Ricardo III”, e tenho muita vontade de conhecer as outras obras.  Algumas obras de Shakespeare são diferentes porque foram escritos para teatro, no começo eu achava que não iria gostar por causa disso, mas acabou sendo um dos atrativos porque torna a leitura mais dinâmica e você consegue imaginar as cenas acontecendo.

Depois que me formei e decidi me focar no CACD, minhas leituras passaram a ser de livros indicado para a prova. Por sorte tem muita coisa de história, por isso muitos livros de história, porém com um linguajam mais técnico. A partir do começo desse ano, quando comecei a assistir aula de inglês, também voltado para o CACD, percebi o quanto eu não conhecia de literatura.

O professor, o Sr. Todd Marshall, é um entusiasta de literatura, todas as aulas ele faz uma indicação e lembra o quanto é importante ter esse conhecimento para enfrentar a prova. Como eu não me dei muito bem na prova, portanto não passei e nem enfrentarei a prova escrita de inglês, coloquei na cabeça que irei ler mais livros de autores clássicos, tanto de língua inglesa quanto de língua portuguesa.

Para começar os trabalhos fui ao lugar certo: stand da “Martin Claret” na Feira do Livro de Mossoró de 2016! Lá eles colocaram em uma mesa muitos livros, mas muitos mesmo, e fizeram uma promoção para quem tem orçamento baixo, no caso, eu, qualquer livro naquela mesa custaria R$ 10,00. Lá vai eu, a louca dos livros de bolso, procurar títulos que sempre quis ler, mas nunca teve orçamento para comprar tantos livros.

Ok, exageros à parte, comprei dois pra mim, um para um dos meus irmãos (o que é quase meu gêmeo kkk) e outro de presente para uma das minhas cunhadas, que estava chegando. Ali eu adquiri “O Retrato de Dorian Gray”, de Oscar Wilde, e “Histórias Extraordinárias”, de Edgar Allan Poe (que me interessei por causa do prof. Todd). Dois dias voltei e comprei um livro que o autor é potiguar, “Lumínios”, este para a tal leitura por “lazer”.

Já li estes três livros, já estou lendo um que me fez voltar às minhas origens, ou seja, aborda histórias brasileira. Minha ideia não falar deles agora, irei fazer posts especiais para falar no decorrer do mês. Aguardem!!

Ah, tenho a intenção de continuar a ler estes clássicos, além dos clássicos brasileiros, notificando aqui todas as minhas impressões sobre estes livros.

Espero que vocês tenham gostado deste singelo post, que tenham se inspirado em ler, ou voltar a ler, e que acompanhem os próximos posts.

Beijos, até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s