Sou Filha de Jó!!!

Sou fdj pdf

Meu pai não se chama Jó, mas ainda assim tenho o orgulho de dizer que sou Filha de Jó e aqui está a razão para isto.

As Filhas de Jó Internacional é uma organização paramaçonica destinada a meninas entre 10 anos e 20 anos incompletos, tem o objetivo de aprimorar o caráter e as virtudes das jovens meninas. Sendo apresentada desta forma, tão fria e objetiva, não explica o porque de tanto encantamento e orgulho que temos para com nossa ordem, para tanto é preciso começar a falar com o coração.

É paramaçonica porque é patrocinada pela Maçonaria, antiga ordem conhecida por sua discrição e por ocultar segredos. Por isso mesmo várias histórias “mirabolantes” são divulgadas mundo a fora, fazendo com que a ordem sofresse preconceito por alguns (muitos). Na verdade as Filhas de Jó Internacional é uma honrada ordem, com preceitos religiosos e que ensina muito a todos que acreditam nela.

Vamos começar pelo começo, não é. A ordem foi criada em 20 de outubro de 1920, na cidade de Omaha, Nebraska, EUA. Nossa fundadora é Ethel Thereza Wead Mick, ou apenas Mãe Mick para nós (já falei dela em um post de março), ela era uma samaritana (esposa de um maçom) que admirava os ensinamentos tanto religiosos quanto os da ordem. Mas sentia que havia a necessidade que tais ensinamentos serem passados pra as jovens meninas, filhas ou parentes próximas dos maçons.

Ela pensou nas meninas por dois motivos (que eu saiba), primeiro porque ela tinha duas filhas e depois porque a maçonaria já tinha uma ordem destinada para os meninos, os Demolays. Assim foi criada esta ordem, que nos mostra a importância de nossa fé em Deus, do respeito aos nossos pais e adultos responsáveis por nosso desenvolvimento e outras virtudes essenciais para nossa vida. Ela deu esse nome a ordem porque se baseou no Capítulo 42, versículo 15, do Livro de Jó, o que influenciou nas vestimentas que usamos, dentre outras coisas de nosso ritual.

Nossas reuniões formais são realizadas dentro do bethel, que significa “lugar sagrado”, e para ocorrer é preciso a presença da Guardiã do Bethel e do Guardião Associado (adultos responsáveis), da bandeira do Brasil, sendo necessário cantar o hino (para representar nosso patriotismo e respeito pelas leis nacionais), da bíblia sobre o altar e orações especiais. Ao todo existem 19 cargos a serem exercidos, sendo 05 elegíveis e os demais nomeados.

Os cinco cargos eletivos são a “linha sucessória” do bethel, a Dirigente de Cerimônias, a Guia, Primeira e Segunda Princesas e Honorável Rainha. Por mais que sejam eleitas não podem fazer campanha, ensinando que trabalhos bem feitos não precisam de propaganda para que sejam reconhecidos. Acreditamos em trabalho em equipe, por isso dizemos que a HR é a cabeça e seu corpo de oficiais são o corpo, precisam trabalhar juntos para que o bethel seja bem sucedido.

Almas unidas fdj pdf

A ordem está presente nos EUA, no Canadá, na Austrália, nas Filipinas e, desde 1993, no Brasil. A ordem foi trazida pelo tio Alberto Mansur, o primeiro bethel a ser criado foi na cidade do Rio de Janeiro, conhecido como “Mater do Brasil”. No mesmo ano o tio Francisco de Assis Santiago trouxe a ordem para o Rio Grande do Norte, o primeiro bethel criado aqui foi na cidade de Caicó, depois, ainda em 1993, em Mossoró. Este segundo bethel do RN é o meu amado 02 (eles são reconhecido pelo número de criação, mas pode receber um nome de fantasia). Atualmente o RN conta com 10 bethel, sendo dois desses criados já em 2016, depois de 08 anos de ter fundado o último, o de Umarizal.

Tenho a honra de ser parte da ordem, através do me Bethel 02, desde o final de 2009, aprendi muito desde então. Iniciei já com 17 anos, quando a maioria inicia entre 10 e 13 anos, mesmo com essa idade eu não tina habilidade em falar em público, nem de liderança, muito menos de falar com adultos e enfrentar desafios por mim mesma. Aos poucos fui me tornando mais confiante, percebendo que era capaz de tudo isso. Apesar de nunca ter ocupado o cargo de Honorável Rainha, há quatro anos ocupo um cargo no Conselho (grupo de adultos formado por eleição e por nomeação dos Guardiões) que me ensinou a ser líder de minha meninas e já apoiei muitas HR’s por causa disso.

Uma das coisas que causam mais preconceitos, como já mencionei anteriormente, é o fato de guardamos um segredo do mundo. Na verdade não há nada de mal nisso, somos uma família e dentro de nosso bethel tratamos de assuntos internos, como qualquer família não os divulgamos. Mas o que realmente importa está em nossas ações para a sociedade, são nossas filantropias voltadas para as mais diversas instituições dentro da cidade.

Uma vez iniciadas, passamos a ter uma segunda família, não só entre nossas irmãs de bethel, mas junto aos maçons, às samaritanas e aos demolays. A lógica é a seguinte: se as FDJ são filhas de maçom (na ideia tradicional), então os demais maçons são seus tios, porque são irmãos de seu pai, logo as samaritnas são suas tias e os demalays são seus primos. Melhor não pensar muito nos detalhes desta lógica, o importante é saber que fazemos parte de um ambiente acolhedor, que nos faz ser bem vinda e expandir nosso ciclo de amizades. Além disso, dentro do bethel somos todas iguais, por isso é possível existir amizade entre meninas com idades e/ou realidades sociais completamente diferentes.

Há outro ponto de discussão, nos nossos tempos de feminismo aflorado, é o fato de muitos julgarem que, por ser patrocinada pela maçonaria, a ordem é machista. Na verdade a visão machista é voltada para a maçonaria em si, mas é possível que alguns vejam algumas de nossas ações como opressão machista. Advogando em causa própria, devo dizer que nada disso tem fundamento, não em meu bethel nem na loja maçonica que a patrocina.

Desde que iniciei, vejo que tanto os maçons quanto os demolays respeitam muito as mulheres que os cercam, não só por motivos aparentemente machistas (para alguns), mas por saberem que somos tão capazes (ou mais) do que eles. Nunca fui desrespeitada, na verdade sempre fui apoiada em meus objetivos, tanto interno quanto externos. Aprendi, como minha irmãs, que somos capazes de atingir nossos sonhos, por isso mesmo hoje temos em nossos betheis muitas meninas se esforçando para cursos como medicina, direito, engenharia, arquitetura e outras muitos, algumas já cursando e outras muitas já profissionais bem sucedidas, sempre levando em seus corações e mentes os ensinamentos de nossa bela ordem.

Aí você pensa: “Tia, tem alguém famoso que é FDJ?”. Primeiramente, tia porque a FDJ que completa 20 anos passa a trabalhar “nos bastidores” e as mais novas passam a chamar de tia. Depois, tem sim gente famosa para chamar de irmã!!!! Para citar algumas, a famosíssima tenista Maria Sharapova, a eterna Doroty do Magico de Oz Judy Garland, a atriz Kim Cattrall, a louca (pra dizer o mínimo) Samantha de “Sexy and the City”. Tem gente “mais séria” também, como Letycia Antinori, ela é juíza dos Emirados Árabes.

Bom, esse é um apanhado geral do que é a ordem, tem muito mais para ser falado, terei muito prazer em fazer novos posts sobre o assunto e, sobretudo, se for para responder as perguntas de quem não conhece. Mas se vocês ficaram curiosos e não querem esperar outro post, visitem o blog fdjbrasil.blogspot.com.br, lá vocês encontraram muito mais informações e curiosidades sobre a ordem.

Beijinhos e até a próxima.

Obs.: Tentarei fazer posts aos domingos, terças e sextas!!!!

Anúncios

3 comentários em “Sou Filha de Jó!!!

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: