Superficialidade à parte…

Pensei muito bem no que eu iria escrever, afinal nas últimas semanas os ânimos tem ficado exaltados em relação ao temeroso tema “violência conta a mulher”.

Nunca gostei dos extremos, pensamentos muito machistas ou muito feministas, preconceito sem sentido contra estilos de vida diferente do “normal”, contra outras “raças”, se isso realmente existisse, e contra homossexuais ou outros tantos que estão exacerbados. Eu seria aquele neutralismo sem alinhamento (entendedores de política internacional entenderão kkk).

Por ser mulher sempre defendi um tratamento igualitário entre os gêneros, desde quando nem entendia o que era isso. Desde pequena minha mãe me ensinou a ser “dona de casa”, eu sempre retruquei, dizendo que meu irmão também deveria aprender aquilo. O que eu só viria ver alguns anos depois era que ela, neste aspecto, ensinava-nos do mesmo modo. Hoje meu irmão, mais velho que eu, sente-se mais à vontade na cozinha do eu.

Depois de perceber isso vi o quanto a minha família me ensinou o que era a tal igualdade dos gêneros. Cresci vendo meu pai ajudando minha mãe dentro de casa na mesma proporção. Sim, cozinhando, lavando louça, varrendo a casa e, quando éramos pequenos, trocando fralda e dando banho. Hoje vejo meus outros irmãos, já casados, seguindo este exemplo.

Para mim não há protesto melhor contra o machismo como estes exemplos na minha vida.

Hoje levo esta lógica para outras coisas. Por que tratar de forma tão odiosa aqueles que são seus semelhantes? Para mim não há raça, senão a humana, as outras diferenças só enriquecem o que somos.

Então por que perguntar o que uma vítima de estupro estava usando na hora do crime? Afinal quem pratica este tipo de crime simplesmente não pensa nisso, a mulher pode está usando uma burca que o monstro ainda iria praticar o crime.

Por que classificar a raça humana por cores?  Por que se opor tanto ao homossexualismo? Por que achar que quem tem tatuagem ou alargador não é uma boa pessoa? Nada disso faz sentido para mim, acredito que todos devem se respeitar as diferenças que nos enriquecem, assim o ser humano poderá realmente evoluir!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: