Hoje é dia de dançar!

1914573_10156734191200455_8856020066458177336_n

Para falar a verdade todo dia é dia de dançar, mas hoje é especial porque é o DIA INTERNACIONAL (MUNDIAL) DA DANÇA! Dá pra amar mais esse dia? Só desejo que todo mundo faça bem a alma e dance, mesmo que seja em casa, no trabalho, na rua, enfim, hoje é dia de deixar a alma livre para fazer seus próprios movimentos!

O dia 29 de abril foi instituído, em 1982, como o Dia Internacional da Dança como uma forma de homenagear a forma mais antiga e alegre de festejar a vida. Quem teve a iniciativa foi o Comitê Internacional da Dança, ou “Conseil International de la Danse”, uma organização não governamental francesa membro da UNESCO (órgão da ONU voltado para educação, ciência e cultura), que, sem associação a nenhuma escola, decidiu unir as nações pela dança.

No Brasil a data também se tornou célebre por um coincidência, porque também a data de nascimento da bailarina Marika Gidali, nascida na Hungria, mas tem naturalização brasileira, é premiada e famosa por ter criado o Ballet Stagium, em São Paulo, com 40 anos de tradição.

Para mim é um dia especial, porque desde pequena eu amo dançar, com mais intensidade a partir dos 12 anos. Nunca me fui uma excelência em técnica, só consegui subir na sapatilha de ponta esse ano, 11 anos depois que comecei a me ver como uma bailarina, ou dançarina, nem sou tão espontânea quanto deveria ou tenho elasticidade o suficiente, mas danço com o coração, por prazer, porque faz parte do meu ser. Não consigo vivenciar pela metade, por isso para mim não é suficiente fazer aula, quero me apresentar, fazer oficina, me vestir como uma verdadeira bailarina.

À propósito, pego referências para looks do dia a dia, em especial o coque!

Por ser um pouco perfeccionista me pego criticando minha técnica, meu corpo, minha elasticidade, minha rapidez de aprender algo, quero fazer tudo certo de primeiro logo, dentro de tantas outras coisas, mas logo me lembro de uma lição que vi em um filme de balé. O filme é “Sob a Luz da Fama” (“Center Stage” é o título original). Assistam este filme vale a pena, está o “cartaz” para vocês procurarem:

imgres

Nesse filme, Jody sonha em ser uma das “perfeitas bailarinas” da Academia Americana de Balé e acaba conseguindo uma bolsa para fazer aula. O problema é que ela não tem o biotipo esperado e “os pés certos”, sendo quase expulsa pelo diretor por causa disso. Ela argumenta citando o nome de uma grande bailarina (confesso que esqueci o nome) que tem os tais pés errados, eles responde dizendo “Quando ela está no palco ninguém tira os olhos dela”. Sem querer dá spoiler, mas já dando, no final ela se apresenta lindamente, deixando-o surpreso.

Essa frase nunca saiu da minha cabeça, desde a primeira vez que vi este filme (que já foi devidamente assistido umas 10 vezes). Hoje, ensaiando tanto balé quanto contemporâneo, tenho incorporado isso e me dedicado a superar todos os meus pequenos “defeitos”, mais ainda aceitar que eles fazem de mim a bailarina que sou, é o meu diferencial.

Acho que deu para começar a comemorar o dia, só falta a aula de balé e depois a de contemporâneo e depois ensaio!

Beijos.

Ah, aqui estão os sites que encontrei as informações do dia da dança:

http://www.calendarr.com/brasil/dia-internacional-da-danca/

http://www.cid-portal.org/site/index.php

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Georges_Noverre

https://pt.wikipedia.org/wiki/Marika_Gidali

 

Anúncios

Os comentários estão encerrados.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: